terça-feira, 6 de dezembro de 2011

OS MEUS DIAS SÃO FEITOS DE


Mães que compram a sua própria angústia ao pagarem as viagens das filhas quando estas vão viver para junto dos namorados de verão no outro lado do mundo; filipinas e indonésias que após um ano de árduo trabalho doméstico partem em busca do merecido descanso na sua terra natal; madrileños forrados que querem o melhor do melhor e me acenam com cartões de crédito platinados; cooperantes que partem para a Etiópia ou para o Sudão porque querem dar um pouco de si a outros que tanto necessitam; empresários que farejam riqueza como ninguém e onde querem chegar primeiro que toda a gente; diplomatas que querem chegar ao Iémen, ao Bahrein ou à Arábia Saudita o mais depressa possível, sempre que novos rebentos da primavera árabe vão florescendo; gente que por esta ou aquela razão viaja para os sítios mais incríveis e pelas razões mais diversas.

E é isto que faz os meus dias de trabalho serem uma coisa diferente todos os dias.

7 comentários:

  1. :)
    é a diversidade da natureza humana concentrada em cada um dos teus dias

    ResponderEliminar
  2. Sabes qdo é que sabes qdo é que já vives em Espanha há demasiado tempo?
    Quando falas em Madrileños forrados em vez de "cheios de papel". Mas viverás aí há mesmo mtooo tempo qdo trocares essas palavras por Madrilenos arrogantes, novos ricos, que acham que o bom e o melhor só existe com muitos zeros. Sou mto amarga relativamente aos Espanhóis forrados, reajo mto mal a novos riquismos.
    Fora isso, acho que tens uma profissão mto mais interessante que a minha ;)

    ResponderEliminar
  3. hihihihhi
    Esse call center da Renex anda muito concorrido

    ResponderEliminar
  4. Cat, sem dúvida que é :)

    Blue, a mini brain foi comprar "datiles" durante uma semana ;)

    Pólo, ahhhhhhh! :D

    Andorinha, esqueci-me de por a expressao em itálico, já esta. Achas que só há novo riquismo aqui? Há em todo o lado, mulher! Também nao gosto mas que hei-de fazer?

    Maria Eva, é mesmo :)

    Anónimo, Renex nao. AVIC, fachavor!

    ResponderEliminar

Falem com o Jibóia, falem...